Tio Waldyr

Herayr Stella

Um dia desses ao fazer compras, me surpreendi, admirando umas flores que estavam a venda.

Parei, olhei, apreciei, senti a força da Natureza, a beleza, o colorido, a forma e de repente me dei conta de que, por alguns momentos, havia me esquecido que estava dentro de um supermercado, na cidade de São Paulo, no Brasil, planeta Terra.

E sabe por que? Porque é isso que o belo faz, nos transporta a lugares distantes, a pensamentos elevados e nos dá pelo menos, um instante de paz.

Dentro desses poucos momentos, me lembrei o quanto apreciar a beleza das flores, tinha sido aprendido com a sua influência. E por um momento silenciei e agradeci a Deus pela graça de enxergar, pela dádiva da vida. E me lembrei também de pedir a Deus que te abençoasse por ter se dedicado a vida toda, a tão belas espécies.

Percebi nesse momento, que em cada uma das suas plantas tinha uma energia, a sua energia, desde aquelas que foram presenteadas nos aniversários até aquelas que foram presas a mãos inertes e frias já sem vida.

E foram tantas as vezes que saudamos o nascimento de uma nova flor , com uma nova cor e nova maneira de cultivar...

E tantas outras foram premiadas como uma miss entre tantas outras igualmente lindas e exuberantes.

Ah... se elas pudessem falar! Com certeza te agradeceriam pelo cuidado, pelo estudo para entender como tratá-las.

Qual lugar seria mais apropriado, como fazemos ao escolher uma casa; qual o vaso mais adequado, como fazemos ao arrumar uma cama que acolhe nosso corpo; qual a quantidade de luz e quantas vezes deveriam receber água.

Tudo. Tudo foi minuciosamente estudado e interpretado e executado pelas suas mãos habilidosas.
Que admiração tenho pelo seu empenho e sua sede de saber!

Que fascínio essas pequenas sementes exerceram sobre  seu esforço auto- didata. É admirável!

Lembro-me de quando eu era ainda bem criança, na Rua Paes Leme, um pequeno quintal com muitos vasos. Depois outro maior, na Rua Alvorada, até este agora, tão grande quanto sua própria casa, ou maior!

Essas flores, enfeitaram muito nossas estradas. São lembranças muito boas por toda a minha vida.

Gostaria que soubesse que, sempre que eu olhar uma orquídea me lembrarei do Tio Waldyr. Que cultivou além de plantas, admiradores, amigos, pesquisadores, curiosos, e interesseiros também.

Hoje o conhecimento que o Sr. detém não se encontra em nenhum livro.

Mas não tem a menor importância, esse conhecimento é seu. Elevou seu espírito, alicerçou toda uma vida em pesquisas e dedicação. Com certeza, a  Natureza te agradece.

Deus sabe o quanto esse filho se destaca dos outros pela simples sensibilidade de entender as flores. E além deles, nós também sabemos, o quanto o senhor se destaca para nós por nos ensinar um pouquinho, como admirá-las, como senti-las, como  são lindas e delicadas como a alma das pessoas.

Tio Waldyr obrigada. As suas flores foram importantes também pra mim. Gostaria que soubesse disso.                            
agosto/2005